• Yago Salton

GROB-WERKE: TDM Indispensável na Produção

Atualizado: 5 de Dez de 2019



GERENCIAMENTO INTERNACIONAL DE DADOS NA GROB


Indispensável na Produção

Produção eficiente sem um gerenciamento de ferramentas moderno? Hoje isso é impensável na GROB - na fábrica principal Allgäu em Mindelheim, Alemanha, assim como no Brasil, EUA e China. O fabricante de máquinas está planejando o futuro da produção digital. As soluções de software da TDM Systems em Tübingen desempenham um papel fundamental neste processo.


"Tudo começou muito pequeno", lembra Günther Frühschütz, supervisor responsável pelo gerenciamento de ferramentas nas fábricas GROB em Mindelheim. "Em 1998, nosso ex-gerente de fábrica adquiriu uma versão de entrada de TDM. O software foi desenvolvido para atender as necessidades de pequenas e médias empresas. Isso o tornou ideal para a execução de um teste. Naquela época, ainda havia armários com ferramentas empilhadas até teto na fábrica da GROB. "Em princípio, nada era gerenciado naquela época", diz Frühschütz. Os próprios operadores de máquinas retiravam as ferramentas dos armários e colocavam o seu identificador no compartimento vazio. Isto ajudava a saber em qual máquina a ferramenta poderia ser localizada. "Estava na hora de mudar esta sistemática completamente; o que foi uma tarefa gigantesca que eu só vivenciei uma vez nos 40 anos de empresa." A execução do teste foi bem sucedido. A direção da GROB decidiu adquirir a versão completa e combiná-la com armários verticais controlados digitalmente. "Este sistema - com muitas expansões e melhorias – continua funcionando como uma engrenagem indispensável da nossa produção atualmente".


TRADIÇÃO E INTERNACIONALIDADE

O uso de ferramentas de corte na fabricante de máquinas GROB é alto. Cerca de 25.000 montagens de ferramentas formadas por 20.000 itens estão sendo usadas na planta de Mindelheim, sede da empresa familiar que opera globalmente. Sua carteira de produtos varia de centros de usinagem universal aos sistemas de fabricação altamente complexos com sua própria automação. Seu maior cliente é a indústria automotiva. Em todo o mundo, a GROB tem 4.600 funcionários, mais de 3.300 deles em Mindelheim. Outras unidades de produção estão localizadas em São Bernardo do Camp no Brasil, Bluffton nos EUA e Dalian na China. GROB está em uma trajetória de crescimento por anos. Ao longo dos últimos anos, a capacidade de produção foi ampliada em mais de 35 por cento e 900 novos empregos foram criados somente em Mindelheim.


“Nosso objetivo é tornar possível para os programas executados na Alemanha, incluindo as ferramentas usadas, serem transferidos para o Brasil, EUA e China um a um”.


Günther Frühschütz e Georg Wilbiller assegurando a organização eficiente de ferramenta na produção da fábrica GROB.


A Ferramenta Global

Este crescimento e a internacionalidade da empresa também são uma desafio para a gestão das ferramentas. Todas as fábricas são controlados centralmente por Mindelheim. "Nosso objetivo", diz Georg Wilbiller, Administrador de Sistema de Gerenciamento de Ferramenta na GROB", é tornar possível que os programas executados na Alemanha, incluindo as ferramentas usadas serem transferidos para o Brasil, EUA e China um a um." Wilbiller recebe consultas das fábricas irmãs (filiais) todos os dias. Antes de uma montagem ser usada no exterior ela é inicialmente testada em Mindelheim para determinar se corresponde às especificações internas. Uma vez liberada, as fábricas no exterior podem acessar os dados armazenados em Mindelheim.


Da Tela à Máquina

Mas voltando a Mindelheim. A peça central do Gerenciamento do Ciclo de Vida Ferramenta contínuo na GROB está posicionado como uma ilha no meio da produção. Aqui você encontrará salas, estações de preparação (presetters) e armários automáticos vertical de seis metros de altura bem no centro onde milhares de itens individuais esperam para serem utilizados na formação das montagens de ferramentas. O primeiro passo na circulação ferramenta é inicialmente feito virtualmente em um departamento diferente, Programação CNC. Aqui, novas ordens de produção são criadas no sistema CAD/CAM. Os programadores acessam uma gama de mais de 25.000 montagens de ferramentas reais e disponíveis via TDM. Os modelos 3D – são transferidos para o programa de CAD/CAM - na GROB estes são Siemens NX 8.5 e TopSolid`Cam 7 - a partir do sistema TDM através de uma interface.

O Chão-de-Fábrica sob controle

Se a ordem vai para a produção, acaba no TDM shopcontrol. O módulo regista toda a circulação de ferramentas. "Quando começamos com TDM, nós não tínhamos ainda o módulo TDM shopcontrol", lembra Frühschütz. "Em alguns casos, muitas montagens de ferramentas estavam sendo desmontadas e guardadas após o fim de uma ordem. Isto terminou com TDM shopcontrol, que sempre compara as novas ordens com o estoque de ferramentas que está na máquina". O responsável ainda recebe as ordens de produção em papel. O suporte digital começa no armário vertical. O colaborador abre a ordem no TDM e as prateleiras do armário começam a mover-se imediatamente para frente. Os itens de ferramentas são removidos e registrados. Se o colaborar tem de mudar de um elevador para outra, a ordem TDM também " migra " para a próxima tela.

“TDM se tornou indispensável em na arquitetura de nossos sistemas”.


Markus Frank , Gerente de Suporte ao Chão-de- Fábrica, está trabalhando para ter um chão-de- fábrica sem papel na GROB



Boa instalação é metade da batalha quando se trata de Produção

Se todos os itens estão no carrinho, passa para a montagem das ferramentas. O colaborador tem acesso ao TDM, onde informações como o desenho da ferramenta para ser montado pode ser visto. Se todas as montagens de uma ordem tiverem sido montadas, o segue para o presetting de ferramentas. Através de uma interface, o sistema de pressetting obtém os valores nominais a partir do banco de dados do TDM e após a medição bem sucedida, define o status do conjunto montado na presetter. Os valores da medição, em seguida deixam o sistema TDM e vão para a área de programação onde são convertidos em dados de máquina. Além de gerenciar as ferramentas reais, os dispositivos de fixação necessários para uma ordem também são registrados via TDM. GROB se baseou em trabalho de preparação externa por mais de 15 anos para tornar os tempos de preparação de máquina fora da máquina e minimizar os tempos de máquina. As ordens são pré-montados sobre um sistema de paletes e colocados na máquina.

Modelo de Colizão em Máquina Discontinuado

Através do Módulo de Gestão de Dispositivos do TDM, o programador pode acessar modelos 3D de todos os sistemas de paletes e suportes e montá-los no sistema CAM. TDM forma a interface direta entre a programação "virtual" na tela do computador e a produção "real" na máquina. A enorme vantagem, como Günther Frühschütz enfatiza: " O programador pode levar os dados do TDM e fazer sua análise de colisão diretamente. Desde o lançamento deste processo, a nossa taxa de queda diminuiu muito rapidamente. Isto não só poupa os operadores de máquina de problemas, mas, em particular, economiza muito dinheiro.

Cada colisão significa danos extensos e tempo de máquina parada - e horas máquina são caras. Em vez disso, o planejamento dos sistemas de paletes através TDM e pré - montagem externa permitir que as máquinas simplesmente executem e produzam o que GROB mais quer: valor agregado.




“O programador pode buscar os dados do TDM e fazer diretamente a análise de colisão”


De seu escritório com vista para a fábrica, Günther Frühschütz, Supervisor de Gestão de Ferramentas na GROB, tem a visão completa dos processos de produção com TDM.


Um Armário Ficou

Mas como estão os "consumíveis" como insertos, brocas, machos e escareadores que operadores de máquinas , muitas vezes precisam acessar rapidamente. Os armários verticais seriam muito inflexíveis para estes itens. Para este propósito, a GROB conta com uma dispensadora automática de ferramentas (vending machine) que também está ligada ao banco de dados central via TDM storeasy. Se o nível de estoque está atinge o mínimo, o TDM dispara automaticamente a solicitação de reabastecimento. "Hoje todas as solicitações de reposição de ferramentas são executadas através de TDM com uma interface com o SAP ", diz Frühschütz. A conclusão de Frühschütz: "Nós não seriamos capazes de gerenciar da forma que estamos fazendo hoje sem um sistema de gerenciamento de ferramentas. Temos crescido consideravelmente nos últimos anos em quantidade de máquinas. No gerenciamento de ferramentas ainda estamos trabalhando com o mesmo número de funcionários. Isso também mostra mais uma vez o ganho de eficiência que podem ser alcançado com TDM. Sendo bem sincero: Atualmente não seria viável sem o TDM."

Tool Management 4.0

E como será o futuro do Gerenciamento do Ciclo de Vida de Ferramenta na GROB? Markus Frank, Gerente de Suporte ao Chão-de-fábrica: " Para começar: TDM tornou-se indispensável em nossa arquitetura de sistemas. Nós definimos a estratégia 2020 de como queremos trabalhar o chão de fábrica do futuro. TDM representa um alicerce fundamental nesta estratégia. Queremos processar as solicitações de ferramentas das máquinas digitalmente, sem papel. No momento existem planos concretos para conectar o TDM através de uma interface com o sistema MES da GROB (G -Net ). " GROB estabeleceu três metas para os próximos três anos para se tornar uma Indústria 4.0 a longo prazo: 1. Networking para os processos de produção 2. Digitalização dos processos de produção digital e 3. Processos sem papel e quase sem papel. "Isso pode parecer simples", diz Markus Frank ", mas requer tempo e bons conceitos. O conceito do Gerenciamento do Ciclo de Vida da Ferramenta com o TDM contribui de forma decisiva para a realização dos nossos objetivos. "



[1] Günther Frühschütz e Georg Wilbiller assegurar a organização ferramenta eficiente na produção da fábrica GROB.

[2] A colaboração baseada na parceria mais de 15 anos (a partir da esquerda para a direita): Markus Frank ( GROB ), Jens Schuster (TDM Systems), Günther Frühschütz (GROB) , Georg Wilbiller (GROB).

[3] As ordens para preparação das ferramentas está ainda registrado em papel na GROB .

[4] Graças a quatro estações de trabalho TDM nos armários automáticos vertical, o componentes individuais de uma ferramenta podem ser montados rapidamente.

[5] Markus Frank , Gerente de Suporte ao Chão de Fábrica, está trabalhando para ter um chão de fábrica sem papel na GROB

[6] Todos os dispositivos de fixação também são geridos no TDM

[7] Todas as montagens são formadas e presetadas. A produção pode começar

[8] Programação CAD/CAM: ferramenta de exemplo (barra de torção interna) e parte de amostra para a transferência de ferramentas de torneamento do TDM (Tela à direita) para NX (tela para a esquerda).

TEL - (11) 4858.1341 | (48) 3094.0900

© 2019 Adeptmec Softwares Ltda